Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

letras de liberdade

Blog com letras minhas e letras das leituras que vou fazendo.

letras de liberdade

Blog com letras minhas e letras das leituras que vou fazendo.


O que trago dentro de mim

Já não são os versos antigos,

Nem novas do que será o fim…

É a dimensão dos meus perigos.

 

Será um perigo, (dito e feito)

Estar ainda aqui eu a respirar?

De certo que sim, (dói o peito)

Que a dimensão esta no falar.

 

Será falar algo indispensável?

(Fala aquele que já pensou)

No mínimo será aconselhável,

Que a dimensão é do que falou.

 

Se alguém falou, outro escutou;

Ou então não, não valeu a pena,

Então aí já nada do que fui, sou.

É a dimensão que tudo condena.

 

Mas então qual é a dimensão?

A minha dimensão dir-me-ia

Que eu já não sou fiel à razão

Porque torno real a utopia!