Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

letras de liberdade

Blog com letras minhas e letras das leituras que vou fazendo.

letras de liberdade

Blog com letras minhas e letras das leituras que vou fazendo.

Esta é a história de Tigre e de Sol, do poente que é nascente, da fonte que advém da foz.

(…)

A história é rotina, repete-se sem se saber se terá um fim, Tigre a cada início de Sol poente, renasce, não porque estivesse morto ou desaparecido em si, mas apenas porque é nessa altura que se sente vivo. Este Animal vagueia pelo meio de outros Bichos, que não o notam, nem ele a eles. Percorre toda a Selva com o mesmo objectivo de sempre: chegar à praia, ao mar onde Sol se deita e se cobre de mar.

Hoje é apenas mais um dia, mas para Tigre é importante que ele o faça, que chegado à praia guarde o Sono do Sol e assim o faz.

Chegado ao areal, Tigre prostra-se perante Sol e observa os seus últimos passos antes de se deitar. Os seus cabelos ondulam e emitem raios de luz doirada e a brisa já não é mais salgada do mar, é doce e quente, é laranja ardente e limão penetrante. No rosto de Tigre uma lágrima cairia se ele chorasse, não de tristeza mas de como seria sortudo em contemplar a verdadeira beleza, a beleza que enche todos os sentidos e preenche o principal, a sua alma.

(…)

Tigre nunca pensou possuir Sol, à sua vida bastava proteger o Sono de Sol, era a sua missão. A cada noite ali estava ele, esperando que Sol adormecesse e estava toda a noite alerta para que nada perturbasse o seu Sono. Tigre, um cavaleiro enamorado vigilante.

 

Tolo. A verdade diz-nos que Sol não precisava de guarda, nem reparou alguma vez que aquele cisco lá em baixo na areia lhe poderia querer algum bem. Para Sol e o resto do mundo o amor de Tigre não existia, nem a sua prova de amor eterno tinha significado, simplesmente a razão da sua missão não existia, Sol não precisava de guarda alguma, mas para Tigre, para se poder sentir vivo era de toda a importância.

 

O amor é um diálogo, nunca um monólogo, mas quem ama mesmo em monologo dialoga por acções, e tenham o resultado que tiverem, são importantes que, quem ama as faça.