Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

letras de liberdade

Blog com letras minhas e letras das leituras que vou fazendo.

letras de liberdade

Blog com letras minhas e letras das leituras que vou fazendo.

Tragicamente louco, Loucamente trágico, Idiota o quanto baste…

 

Quem se ache capaz que avance,

Que desbrave o monte inculto.

Se enlouquecer, que dance

Que eu já o faço e sou adulto!

 

Padece de mim o meu eu

Por mais ninguém poderia ser.

Cada um sofre do que é seu

Se por tempos se deixa perder.

 

Quem sabe mais desta vida

Que se apresente ao serviço

Eu por ela já fui bomba suicida

E isso deixou-me num reboliço.

 

Ó Noite longa e fria

O dia é apenas recordação;

Quem foi, hoje não iria,

Além do que manda a razão!

A lua é quem mais brilha,

E eu isolado nesta ilha!

 

Ó Noite longa e fria

Este sentimento que consome;

Espero e despero pelo dia

Que me dirá o teu nome...

No decorrer dessa demanda

A razão já nada manda!

 

Ó Noite longa e fria

Já pelo dia anseio

Como uma mãe pela cria!

Com todo este desvaneio,

Sinto que me perco da Sorte...

Mas... A Polar dá-me o Norte!

 

Ó Noite longa e fria

Afinal és tu quem ilumina;

Mais do que o Sol do dia,

Tu tens a estrela que me ensina!

Quando pensava eu perdido,

Foste tu que me deste sentido...

 

Ó Noite longa e fria

Na voz daquele que acredita;

Muitas palavras eu diria;

Que infeliz é aquela que imita...

Mas tu és diferente disto,

Tens o dom do qual não resisto...

 

Ó Noite cheia de alegria

Como não vi eu a tua beleza:

Ofuscado pela falsa simpatia,

Da Mentira sem pureza!

E algo modou no meu ser

Porque, finalmente, consegui ver:

 

"Se pelo Sol, à noite chorar,

As Estrelas não irei apreciar!"

 

Para começar decidi escolher como tema do primeiro OriKai™ a Primavera. Para explicar melhor o que é isto do OriKai™ nada melhor que dar um exemplo: em cada Origami que eu faço coloco um Haikai, que é um pequeno poema de apenas três versos. Neste blog vou publicar o Haikai e como fazer o respectivo Origami. Mas chega de palavreado e passemos ao exemplo:

 

Haikai:

 

É Primavera –

Pela flor de cerejeira

Vê-se a nova era

 

 

O Origami escolhido foi o da Flor de Cerejeira:

 

 

Como Fazer este Origami:

 

Flor de Cerejeira: Veja aqui

 

Flor de Cerejeira (tronco): Veja aqui

 

Antes de iniciar e execução do Origami escreve-se o Heikai de maneira que só seja visível "abrindo" o Origami. Este Haikai foi escrito por mim, mas cada um é livre de escrever o que quiser. Acho que esta é uma forma original, barata e amiga do ambiente de criar algo para oferecer seja em que ocasião for.

O Povo e o Milho

 

Segue ordeira a marcha

De quem se acha

 

Segue a direito o povo

Como pinto que sai do ovo

 

Tal como a galinha que virá

A inteligência do povo servirá

Apenas para comer

O milho que restar

Sem reclamar.